terça-feira, 29 de outubro de 2013

Osklen Inverno 2014 - SPFW

Começou um dos eventos mais badalados do cenário fashion nacional, a São Paulo Fashion Week - SPFW traz a prévia de tendências do inverno com os desfiles das melhores casas do país e nada melhor do que começar com a Osklen, marca carioca que tem a minha idade e que mantem seu conceito minimalista com total maestria.
Fiquei fascinado com as cores vibrantes, destaque para o verde esmeralda de algumas peças, e com os modelos dos casacos longos em lã e de uma jaqueta preta com um trabalho fantástico. A Osklen trabalha com peças mais soltas quando os modelos são em lã ou malha dublada e isso, infelizmente, não me favorece em nada. As peças com textura similar aos campos de futebol, também não me agradaram muito. Tirando esses detalhes pequenos que este leigo mencionou, todo o resto é sonho de consumo total!!!
Segue os detalhes que mais gostei:

Será que perdi a mão?

O que fazer quando o corpo está em desuso? Quando sentimos falta de um beijo, de um amasso, de um "te quero, te gosto, te desejo!" e pra piorar quando nós mesmos não nos interessamos em ir atrás disso.

Em geral quando estamos em plena recessão dos desejos do corpo, o ser humano começa a pirar e sai na rua se agarrando no primeiro poste que passar só pra sentir o rosto roçando no alumínio e ter um carinho compartilhado, fica com torcicolo de tanto o pescoço trabalhar na função do radar de submarino e sem contar que os parâmetros vão pro brejo né (qualquer desdentado é gatinho e qualquer bucho é filézinho). O estranho é que algumas pessoas sentem falta disso tudo e não querem ir atrás por preguiça ou receio de sofrer de apostar em algo falho, digo mais, na verdade acho que é cansaço de ir atrás e querem mesmo é que os outros as procurem.

Para não entrar em estágio crítico ou similar dos fatos narrados acima e com a ajuda/incentivo dos amigos resolvi enfrentar aquela baladinha no meio da semana pra ressuscitar a energia perdida. Ceva rolando, música boa na pista, muitas risadas com os amigos e o meu radar tri falhado, ninguém que fizesse despertar um algo mais e daí quando eu foco numa criatura específica, acontece algo que eu jamais esperava: Fico apatetado sem reação olhando fixamente na esperança de ver alguma reciprocidade e nada acontece. Olha, se eu pudesse sair do meu corpo entrar em outro só pra dar três tapas nas minhas fuças, eu faria sem nenhum problema. DESDE QUANDO eu fico esperando alguma coisa nesse tipo de situação? Quem sou? Onde estou? Fiquei parado, inerte, sem reação, só me resta a pergunta: Perdi a mão? Estou obsoleto? Fiquei terrivelmente feio em 3 meses? E para ajudar, um tipo 20cm mais baixo que eu, e mais largo também, aparece, flerta com o meu alvo e tasca uns beijos na minha frente. Nessa hora pensei "Oh derrota!!!".

Volto pra casa encucado e não desolado, bom então é um sinal de que nem tudo está perdido e que esse fato isolado não abalou integralmente a minha vida e nem vai me fazer pagar mais uma sessão de terapia. Pondo a cabeça pra pensar, questiono-me: Mas peraí, será que na verdade eu que quero ser disputado? Ou quero ser notado? Ou simplesmente quero os outros também deem a cara a tapa pra efetivamente "chegar junto"? (Antes que me julguem por acharem muita pretensão minha ser objeto de disputa, mas é que o contexto/confusão de pensamentos pede e é também o momento de atirar meu ego nas alturas né! Rs!).

E meus caros, meus olhos se abriram para a realidade! Parece que aquele leãozinho adormecido acordou bem disposto! Rugi alto pra confirmar a minha percepção: Não vou me sufocar por uma ansiedade involuntária, eu vou é levantar minha cabeça e ir em frente! Se alguém interessante estiver no meu caminho é melhor correr pois pode ser minha presa em potencial e se alguém se interessar pelo felino aqui... Acho melhor me surpreender! RAWR!!!

 

domingo, 27 de outubro de 2013

Look do dia #007 - Noite

Ir para evento da high society porto alegrense merece que a gente se puxe no look né...

Uma noite para comemorar o aniversário de uma amiga muito especial, boas risadas, bons drinks e o melhor foi conhecer a família dela que me recebeu tão bem que fiquei lisonjeado com tamanho carinho.
 

 
Gravata - Renner
Camisa - Acervo
Jaqueta - TNG
Calça - Request Renner
Sapato - Acervo

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Torta de liquidificador

Tem algum lugar pra ir e tá precisa levar um prato salgado? Tá sem tempo? A vida é uma correria?
Seus problemas acabaram! 

Adoro essa receita, rápida, prática e bem saborosa! A base da massa é bem simples e os recheios podem os mais variados possíveis.


Ingredientes:

- 1 xícara de óleo
- 1 xícara e meia de leite
- 4 ovos
- 1 xícara e meia de farinha de trigo
- 2 colheres bem cheias de queijo parmesão ralado
- 1 colher de sopa bem cheia de fermento

Modo de preparo:

Coloque todos ingredientes no liquidificador, exceto o fermento que será posto depois que massa estiver bem homogênea, bata tudo e cuide para que não deixe nenhuma bolinha de farinha. Por fim, coloque o fermento e bata a massa mais um pouco. Unte a forma e coloque no forno, asse durante aproximadamente 20 min ou até a parte de cima estar bem dourada.

DICA: O recheio pode ser de frango desfiado, carne desfiada, guisado, legumes, etc.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A importância do pensamento de terceiros

Sempre tive muito medo do pré conceito que as pessoas formariam de mim ao me ver e como elas me tratariam depois dessa primeira impressão. Acho que isso foi incorporado pela minha septuagenária mãe, nada por mal e sim por ela ser de uma geração com valores e conceitos de vida bem diferentes dos da minha, que sempre ditou que tudo deve estar impecável para que as pessoas não pensassem que ela era desleixada com os filhos e com a casa. Eu lembro de ir para as festinhas de aniversário com camisa social, colete, óculos, cabelo repartido, sapato bem limpo, ou seja, uma versão miniatura do meu avô e enquanto me vestia, ouvia o sermão “O que os outros vão dizer depois?” ou “Vão dizer que a tua mãe é uma relaxada!” caso eu aparecesse “ponta acima, ponta abaixo”. Eu não condeno essa ditadura e hoje até entendo o motivo da minha mãe ter sido tão enérgica, ela tinha, e tem até hoje, medo que eu sofra com as palavras, atitudes e recriminações de terceiros, por isso o foco era nela e na desaprovação dela.

O bom é que as crianças crescem, passam pelo bullyng escolar, passam por experiências positivas e negativas, dão com a cara no chão, levantam e aprendem a recomeçar, isso tudo são fatores fundamentais para manter os movimentos ininterruptos dos ciclos geracionais que determinam a formação das personalidades dos futuros adultos.

E quando entramos na fase adulta, nos deparamos com dois caminhos:

Vou ser eu mesmo e não me importo com o julgamento alheio OU Vou viver escondendo quem sou para não ser julgado.

E quando digo julgar, não pensem que estou sendo hipócrita em dizer que não julgo ninguém e que sou total #PazEAmor, mas que sim eu desaprovo muitas coisas e isso não me dá o direito de faltar com respeito com qualquer indivíduo/conceito/etc que seja alvo da minha desaprovação. E então surge um novo caminho para seguir: #RespeitarODiferente!

E aí minha gente é correr pro abraço! Vamos ser o que queremos ser sem medo de sofrer alguma retaliação desnecessária, vamos ser liberais com nós mesmos, vamos admitir os nossos sentimentos, vamos ir em busca do que queremos, vamos ser felizes com a verdade da nossa essência e vamos ter respeito por nós mesmos, pela nossa família e pelo próximo. Hoje eu não tenho medo da impressão que vou passar quando as pessoas me veem, na verdade acho que as pessoas veem: Um cara tranquilo!


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Look do dia #007 To te esperando na janela

Chuva de verão bem gostosinha pra hoje...



 

Trench coat - TNG
Camisa - Pompéia
Luvas - Zara
Calça - Request Renner
Sapato - Acervo

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Solteiro, pedidos amorosos e os santos casamenteiros

Em determinado momento da vida eu me perguntava o porque de ser o único solteiro de todos os círculos de amizades que tenho, e olha que é uma vasta gama de amizades: da academia o único solteiro era eu, da velha turma do ensino médio o único solteiro era eu, dos colegas de trabalho o único solteiro era eu e até mesmo do grupo festeiro o único solteiro era eu. Bom daí o ser humano é capaz de criar as teorias mais bizarras e complexas sobre o motivo de não ter encontrado o seu chinelo velho, vai da obesidade mórbida a praga de ex, algo surreal e sem explicação.

Já malhei até ficar com um braço apresentável, já deixei a barba crescer, já fiz a barba, já fiz depilação (cera quente em determinados lugares é capaz de proporcionar a dor mais filha da mãe em questão de segundos), já frequentei bons ambientes, já fui pra chinelagem, enfim já tentei modificar minha maneira de pensar e o meu físico. Tantas besteiras que no decorrer do tempo vi que de nada adiantou.

Sofri dias e noites de ansiedade ao ver todo o universo acompanhado e eu com um bom sorriso no rosto, um bom papo, sempre comunicativo e ninguém ao meu lado. Aí entendi que a quizila era espiritual. Fiz algo que desagradou Santo Antônio e o menino que ele carrega ou debochei da Oxum sentada na cachoeira. Em busca do perdão divino parti para a maneira mais tradicional de comover as divindades do amor: simpatias. Santo Antônio até negociou um snorkel com Deus, depois de tanto ser afogado no copo d'água, e a glicose da Oxum deve estar nas alturas depois de tantos quindins.

Depois de um período de obsessão, meus ânimos sossegaram e como mágica surge um pretendente. Ouço sinos e um grito de Aleluia! quase explode nos meus lábios. Tudo que foi idealizado se configura naquela pessoa e a sequência disso tudo é clara e certa: namoro, noivado, casamento, filhos, mar de rosas, viagem pra Europa e muito mimo.

A neurose cega toda e qualquer dose de realidade e a convivência é uma verdadeira cirurgia de catarata. A perfeição vira o caos na velocidade da luz, pois a pessoa que tu escolheu não encaixa de maneira alguma no molde perfeito que foi talhado por ti mesmo, nesse momento a pessoa centrada (a mesma que surtou em busca do amor e agora se julga centrada pois acha que o encontrou) desencadeia o processo inverso dessa louca busca e questiona: O que ele tem de errado? TUDO!

Resumindo...

Ansiedade é um veneno para qualquer relacionamento, a pressa faz com que a gente acelere tudo e não perceba que a única maneira de construir algo sólido é com a convivência, com o difícil e raro ato de ceder, com a quase impossível ação de reconhecer a nossa parcela de culpa e não atirar a responsabilidade na outra parte e com o respeito a individualidade de cada um, não só com a individualidade mas em todas as esferas dessa troca, respeito, respeito, respeito e mais um pouco de respeito.

No plano do astral o erro é pedir uma criatura pra suprir essa lacuna que nós mesmos criamos, na próxima vez que a linha de comunicação com o astral se abrir, peça só uma coisa: UM AMOR VERDADEIRO.

Obs.: Uma dica lifestyle, frequente seus círculos sociais despido/despida de qualquer ansiedade! Ser natural vai ser sua arma fatal como sedução sem intenção!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Acordei aos 24

Acordei antes do celular despertar, ansioso pra variar, abri os olhos e a primeira ação foi agradecer em pensamento por mais um ano de vida, por ter a minha família, pelos meus amigos, por ter saúde ou por não ter nada letal diagnosticado até agora. Vinte e quatro anos de vida, o número do viado, envelheci tão rápido e nem percebi, estou cansado de tantas coisas e mesmo assim cheio de expectativas pra esse “novo ciclo”. Tudo isso passando pela minha cabeça enquanto estou deitado na minha cama, que não suporta o meu sobrepeso e que está com a madeira mofada da água da chuva que entrou pela janela semana passada.

Como é o meu aniversário resolvi mofar na cama junto com a madeira, ou seja um atraso bem lindo tá programado, e aí começa a dúvida da roupa para vestir no dia que eu sou o centro das atenções e a conclusão é que estou sem uma peça decente, que essa barriga das cervejas incontáveis já bebidas só serviram pra aliviar a minha sede momentânea. Lembrei de uma tradição do meu aniversário, todo começo de ano faço uma lista de convidados da minha festa bombástica em algum salão bem decorado, todos os bons amigos presentes, os parentes distantes que nunca gostaram de mim e que foram convidados por educação, as amigas da minha avó que adoram um bailinho, bebida liberada, aquele DJ amigo e claro que a banda de swing com aquelas letras loucas de velhas que a minha mãe curtia e hoje quando tocam as tias enlouquecem só no balançar dos ombros, mas claro que isso é formulado em janeiro e no decorrer dos meses a lista vai diminuindo, a bebida fica por adesão e o salão é trocado por algum pub local. Voltei pro dilema da roupa e resolvi investir em uma camisa social roxa e aquela jeans velha batida mas que ainda tá bem escura e bem justa. Ouço dois estalos e depois sou uma mescla de poeira, roupa de cama revirada e a coluna berrando com os destroços da cama mofada e agora quebrada.

Minha septuagenária mãe aparece na porta do meu quarto assustada e cai na gargalhada com a cena, levanto espraguejando e ela continua rindo tanto que acaba virando uma crise de tosse. Parei para me recompor e esperar os devidos cumprimentos, em vão, pois a matriarca deu uma rabanada e foi ao banheiro cumprir seus rituais matutinos de higiene e eu fiquei parado no vácuo, dolorido e furioso esperando um beijo. Mesmo irado com a situação a velhinha sabe como me desarmar, recebo o melhor presente do dia; um abraço apertado, um beijo e palavras de amor baixinhas no ouvido, feito um segredo só meu e dela.

O celular começa a vibrar sem parar, sinal que os amigos começaram a enviar as felicitações e isso serve de remédio para amenizar as dores nas costas, massagear meu ego e fazer com que eu crie vergonha na cara, arrume a bagunça da cama e vá tomar um merecido banho de meia hora. Não posso transformar bucho em filézinho com um banho, barba feita, roupa bem passada e um bom perfume, mas digamos que fica tipo bife de segunda bem batido. Hoje dispenso a bolsa jumbo com três quilos de bugigangas necessárias (agenda, necessaire, roupa da academia, máquina fotográfica, marmita, estojo, etc.) e optei só por celular, carteira e oclão. Beijo na septuagenária, passo a mão nas chaves e saio pra enfrentar mais um dia de trabalho.

domingo, 20 de outubro de 2013

Look do dia #006 - Domingo musical

Um lindo domingo ensolarado de Porto Alegre pede que a gente coloque o bloco na rua!
 
Neste caso literalmente, fui ao ensaio de um dos blocos de rua da cidade, o Bloco da Laje. É um bloco teatral, onde a energia livre dos seus participantes explode com velhos sambas e surpreende com composições próprias. E pra melhorar, rumo a Usina do Gasômetro, descobri umas ruelas escondidas no centro histórico...
 


 
T-shirt - Gang
Bermuda - Luigi Bertolli
Tênis - Converse All Star
Bolsa - Acervo


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Look do dia #005

Oies!

Uma semana longe daqui e parece uma eternidade, mas já retomei o embalo e em breve vou inaugurar uma nova seção no blog! DIY - Do It Yourself, vulgo Faça Você Mesmo, com dicas de customizações para reaproveitar alguma peça ou se você acha que tá faltando algo e quer melhorar...

Vamos ao dia de hoje e questiono: O queremos nessa vida???

PAZ! Portanto o look de hoje o branco predomina pra atrair e transmitir paz!!!





T-shirt - Luigi Bertolli
Calça - Request da Renner
Tênis - Converse All Star
Pulseira - Acervo

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Look do dia #004 - Nude

Calorão do cão em Porto Alegre... Bora por as patinhas de fora!!!





Camisa - Request da Renner
Calça - Acervo
Sandália - CNS


O tradicional bolo de chocolate!

Quem não é fã de um bolo de chocolate hein?

Tradição nos aniversários de criança, nas tardes de domingo e nos dias de chuva, o bolo de chocolate é capaz de gerar uma desavença familiar, tamanha a disputa! HAHAHAHAHAHA

A receita tradicional que a minha avó fazia é com as claras em neve, e eu nunca acertei o ponto, mas uma amiga me deu uma nova versão que dispensa as claras em neve e o resultado é o mesmo. Anotem aí!

Ingredientes:
  • 1 xícara de açúcar
  • 1 xícara de chocolate em pó
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de óleo
  • 2 ovos
  • 1 xícara de água quente
  • 1 colher de sopa de fermento
Modo de preparo:

Misture o açúcar, o chocolate em pó e a farinha de trigo. Coloque os ovos, o óleo e água quente. Misture tudo até não existir nenhuma pelota de farinha. Adicione o fermento e bata a massa mais um pouco. Unte a forma com óleo e farinha, após despeje a massa. Asse em fogo médio por volta de 30 min. Fure o bolo com uma faca pra ver se está assado, se a faca sair suja de massa deixe mais alguns minutos no forno.

DICA: Para ficar mais debochado o negócio, pegue uma barra de chocolate meio amargo e uma ao leite e derreta em banho-maria. Junte uma caixinha de creme de leite. Misture bem e despeje em cima do bolo.

Resultado...



quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Jump pro corpo e pra alma!

Faz alguns anos que pratico jump e desde a primeira aula eu me apaixonei! Música, movimento e muitas risadas são os ingredientes que definem a minha fórmula perfeita de emagrecimento.

Fiquei 9 meses sem participar da minha turma de jump e o resultado foi o ganho de 10 kg. Criei vergonha na cara e voltei ontem, retornei da forma mais inesperada possível, pois muitas colegas e até mesmo a antiga professora da turma acabaram saindo, por um acaso do destino reencontrei duas colegas da "old class" e a professora que passou para visitar e acabou indo pular.


É um exercício que tem alta queima calórica e trabalha muito a área abdominal, pernas, glúteos, coordenação motora (sincronia dos movimentos dos braços e das pernas) e a resistência física melhora muito! As aulas são de 45 min e queimam de 300 a 600 calorias.

Eu já tenho muitas coreografias gravadas e o ideal para manter ou até mesmo aumentar a queima calórica é o foco na intensidade dos movimentos. Com essa parada é óbvio que a minha resistência caiu muito, então preciso recomeçar com mais calma para evitar possíveis lesões.

Minha narrativa sobre jump é de um apaixonado pelo exercício, mas os dados técnicos que relatei são reais e a fonte é a professora Fernanda Macedo, uma excelente profissional que preza pela boa técnica e que é didática com os seus alunos, que no decorrer das aulas sempre deu uns toques sobre o que e como estávamos  trabalhando.

O negócio é não ficar parado! Então segue um vídeo do tempo que eu estava no meu melhor rendimento:


video

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Look do dia #003

Dia de primavera ensolarado com aquele vento forte. Bora por o corpinho black na rua pra tirar o mofo!





Blazer - Marffino da Renner
T-shirt - Acervo com customização minha
Calça - Brechó
Alpargata - Algum bolicho do acampamento farroupilha

domingo, 6 de outubro de 2013

Lasanha para família

Minha mãe diz no sábado: Amanhã estou com uma vontade de comer uma lasanha, tu monta pra nós né meu filho.

Bom aí eu sou obrigado a por aquele projeto de emagrecimento de lado né...

A minha família é daquelas que definem o cardápio antes de definir em que casa vão passar a virada de ano. Todas as mulheres cozinham bem e os homens que se meteram na cozinha se saíram muito bem. Minha mãe é uma cozinheira clássica e cresci vendo ela acordar cedo para comprar os ingredientes, passar horas na cozinha e me correndo de perto. Dentre as milhares de receitas que vi minha mãe executar com maestria, a lasanha foi uma daquelas que aprendi rapidinho e hoje faço para minha mãe se deliciar.

Bueno, vamos ao que interessa!!!

Ingredientes:
  • 500g de massa para lasanha
  • 600g de queijo mussarela
  • 600g de presunto
  • 1 peito de frango
  • 1 cebola grande
  • 1 tomate grande
  • 1 pimentão verde
  • 2 colheres de extrato de tomate
  • sal e temperos
  • 2 colheres de manteiga
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de maizena
  • 1 pitada de pimenta do reino
  • 500 ml de leite
Modo de preparo:
 
Cubra o peito de frango com água e uma pitada de sal e deixe cozinhar. Depois que esfriar, desfie o peito de frango e reserve. Pique em cubos pequenos a cebola, o tomate e o pimentão. Coloque uma colher de manteiga em uma panela, junte um fio de óleo para evitar que a manteiga queime, e junte os ingredientes picados e deixe refogar até o tomate começar a desmanchar. Junte o frango desfiado e deixe cozinhar tudo por mais alguns minutos. Coloque as duas colheres de extrato de tomate, os temperos a gosto, um pouco de água, e deixe cozinhar por mais alguns minutos e depois desligue.
Para o molho branco, pique a cebola e o alho em cubos pequenos. Coloque a outra colher de manteiga, um fio de óleo e junte os ingredientes picados. Depois que a cebola dourar coloque o leite. Em uma caneca coloque a colher de maizena e pegue uma colher de leite e misture bem até ficar sem pelotas. Junte a mistura ao leite e misture até engrossar. Sal e pimenta do reino a gosto.
 
Em um refratário coloque uma camada de massa de lasanha, depois uma do molho de frango e depois o molho branco, cubra com queijo presunto. Alterne as camadas.
 
 
Coloque no forno em temperatura alta e acompanhe para que os molhos não sequem e para evitar que queime por cima.
 
Depois, delicie-se!!!

 
 
 




sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Cuidados com o rosto

Povo,

Minha pele é oleosa e isso faz com que meu rosto seja um playground de cravos. Sempre fui preguiçoso para tratamentos faciais e sempre acreditei que não precisava me preocupar por ter a pele mais escura. Para ajudar sou daqueles que só toma banho quente e só abro mão no verão.

O resultado disso tudo é uma pele oleosa que em determinadas regiões resseca, algumas manchas de acne e uma variedade de tons.

Cansado dessa situação resolvi por a preguiça de lado e parti para um tratamento BEM SIMPLES, mas que em poucos dias já obtive bons resultados.

Venham comigo:

01 - Antes de dormir, lavo o rosto e depois molho um disco de algodão com Leite Colônia e passo em todo o rosto.

Viram a sujeira do algodão, pois então... No decorrer do dia acumulamos muita sujeira nos poros do rosto, principalmente na zona T (testa, nariz e queixo). Essa limpeza diária ajuda a evitar que os poros fiquem dilatados (aqueles furinhos no rosto que algumas pessoas tem). 

02 - Antes de sair para o trabalho já aplico uma boa dose de protetor solar, to usando o Natura Fotoequlíbrio FPS 30, e no decorrer do dia reforço antes de qualquer exposição ao sol.


Ainda é muito amador, mas é um começo e já tenho resultados visíveis.

O ideal é lavar o rosto mais vezes durante o dia, fazer uma limpeza de pele por mês e manter a rotina. Estou mantendo a rotina destes pequenos passos e espero conseguir seguir os demais.


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Look do dia #002

Quando Porto Alegre está com o céu nublado, podem apostar que o dia será carregado! Então nada melhor que trazer um pouco de cor pra vida! O negócio é aproveitar os poucos raios de sol da manhã, pois durante a tarde um bom temporal se prepara para embalar o sono da cidade.





Cardigã - Luigi Bertolli
T-shirt - Renner
Jeans - Pompéia
Tênis - Converse All Star


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Look do dia #001

Desde cedo nutro um amor por roupas e no decorrer da vida descobri que existe uma verdadeira ciência para se vestir, que não é um simples ato diário e que requer autocrítica, bom senso e criatividade. Lembrando que ainda preciso conciliar o fato de estar acima do peso e o descompasso do meu consumismo com a realidade da minha carteira.

Enfim, adoro desafios! Este chega a ser prazeroso, tal como escolher presentes!

Sou viciado em blogueiros fashionistas (homens, mulheres, jovens, idosos, gordinhos, etc) e estou sempre ligado nas dicas oferecidas e nos grandes desfiles.

Meu ambiente de trabalho permite que eu possa brincar com os tipos de trajes, então brinco com o esporte, esporte fino e quando necessário passeio completo.

Vamos ao look do dia:




Observação necessária, a camisa branca salientou a pancinha!!! HAHAAHAHAHAHAHAAHAH

Óculos - Chilli Beans
Camisa - Acervo
Blazer - Blue Steel Renner
Cinto -  CNS
Calça - Pool Riachuelo
Sapato - Acervo